IV Olimpíada de Robótica

 

As olimpíadas científicas são práticas utilizadas em grande parte do mundo e visam apresentar aos jovens o mundo da ciência e tecnologia difundindo os conhecimentos tecnocientíficos e ainda incentivando a participação futura dos jovens no desenvolvimento das ciências.

A importância de uma olimpíada de robótica, pode ser vista por duas perspectivas: a primeira é educacional pois a robótica tem-se mostrado uma ferramenta poderosa para o ensino transversal de diversos conteúdos além de apresentar-se como uma maneira interessante de estimular o corpo discente dentro do ambiente escolar; a segunda é através do incentivo a formação de mentes para trabalhar com robótica, área que ainda possui um número limitado de pesquisadores no Brasil.

A olimpíada de robótica do IFRN possui o importante papel de aproximar os estudantes da ciência e mais especificamente da robótica. Este evento é, portanto, um esforço para desenvolver a robótica dentro do IFRN, aprimorando o uso da robótica como ferramenta educacional, aproximando grupos de robótica e promovendo a troca de conhecimento e experiências tanto entre o corpo discente como o docente. Possibilitando assim, o fortalecimento dos grupos de robótica no âmbito do Instituto Federal do Rio Grande do Norte.

Definição das Equipes

♦  Cada equipe pode ter apenas um robô na arena.
♦  Cada equipe deve ter entre 2 a 4 membros.
♦  Um aluno pode ser registrado em apenas uma equipe.
♦  Todos os alunos da equipe precisam estar regularmente matriculados e cursando disciplinas regulares dos cursos técnicos integrados do IFRN.

Calendário da Olimpíada (EM BREVE)

♦  Data de início das inscrições: 25 de setembro;
♦  
Data da término das inscrições: 05 de outubro;
♦  
Data da confirmação das equipes inscritas: 08 de outubro;
♦ Data da competição: 30 a 31 de outubro – A competição ocorrerá em dois dias! 

A competição – Modalidade Rescue Line

O desafio simula uma missão de resgate com robôs autônomos e sem qualquer assistência humana. “O robô deve ser forte e inteligente o suficiente para navegar através de um terreno traiçoeiro, com colinas, pisos irregulares e entulhos sem ficar preso. Quando o robô finalmente encontrar a vítima, este terá que suavemente e cuidadosamente transportá-la para um ponto de evacuação seguro, onde os seres humanos podem assumir a missão” (OBR Nacional 2017).

Para simular o regate, o robô deve, em um piso de cor branca, seguir uma linha preta e ao mesmo tempo superar diferentes desafios na arena (redutores de velocidade, obstáculos, rampa, gaps e cruzamentos). As equipes não têm permissão para dar ao seu robô informações avançadas sobre o campo, pois o robô deve operar de forma autônoma.

Se o robô ficar preso em algum lugar na arena, ele pode ser reiniciado no último marcador (checkpoint) ultrapassado. No final do trajeto com linhas, haverá uma sala retangular com paredes (sala de salvamento). A entrada da sala será marcada com uma tira de fita prata reflexiva no chão. Uma vez dentro da sala de salvamento, o robô deve localizar e transportar as vítimas para a área segura em um dos cantos da sala.

REGRAS

As regras da Olimpíada de Robótica do IFRN são as mesmas utilizadas na Olimpíada Brasileira de Robótica 2018 (etapa estadual – parte prática – nível 2).

Regras da Olimpíada de Robótica 2018  

PREMIAÇÕES

Medalhas – As equipes receberão medalhas de acordo com os seguintes critérios:

♦  Terminarem nas 3 (três) primeiras colocações da competição, sendo que a 1ª receberá medalhas de OURO, a 2ª receberá de PRATA e a 3ª de BRONZE;

♦  PRÊMIO DEDICAÇÃO – Medalhas aos alunos da equipe que mais se dedicou, ajudando a si própria, bem como outras equipes, a superarem desafios ao longo da competição regional. O prêmio não pode ser dado às equipes campeãs (1ª, 2ª e 3ª) no nível.

♦  PRÊMIO MAKER – Medalhas aos alunos da equipe que criarem um robô com o maior número possível de peças feitas pelos próprios alunos, e com menor número possível de materiais prontos de kits. Exemplos são placas de circuito confeccionadas ao invés de módulos prontos e/ou partes mecânicas construídas manualmente ou feitas em impressora 3D ao invés de blocos de montagem padrão prontos e disponíveis para compra. O prêmio não pode ser dado às equipes campeãs (1ª, 2ª e 3ª) no nível.

♦  PRÊMIO INOVAÇÃO – Medalhas aos alunos da equipe que criarem um robô com o maior número possível de peças feitas pelos próprios alunos, e com menor número possível de materiais prontos de kits. Exemplos são placas de circuito confeccionadas ao invés de módulos prontos e/ou partes mecânicas construídas manualmente ou feitas em impressora 3D ao invés de blocos de montagem padrão prontos e disponíveis para compra. O prêmio não pode ser dado às equipes campeãs (1ª, 2ª e 3ª) no nível.

♦  Premiações extras –  Os campis das equipes classificadas nas três primeiras colocações serão contemplados com itens para contribuir com o fortalecimento do seu grupo de robótica. Os prêmios podem ser impressoras 3D, kits de robótica ou componentes eletrônicos (A definir em função dos patrocínios e apoios recebidos).